Blogger Dicesar K.

Daniel - um exemplo para a juventude cristã

Recentemente li um artigo com o seguinte  título: “Por que os cristãos oram tão pouco?” Enquanto os crentes de outras religiões são mais dedicados e frequentes às suas orações, temos sentido que não muitos cristãos levam a sério o aspecto da oração.
O que é dito de Daniel?  “Daniel, três vezes por dia se punha de joelhos, e orava, dava graças, diante do seu Deus, como costumava fazer.”. Daniel 6:10.

Vamos conhecer Daniel, um exemplo para os jovens cristãos. Daniel era um jovem de linhagem real, era de origem nobre. Ver Dan 1:3. Ele tinha em torno de dezesseis anos quando enfrentou os maiores desafios de sua vida. Ele era  tão somente um adolescente.
O que será que fez a diferença na vida de Daniel? Daniel foi levado cativo para Babilônia no ano 605 a.C por Nabucodonosor rei da Babilônia. Ver Dan 1:1.

Às vezes o justo paga pelo pecador. Todavia, as provações na nossa vida têm sempre um propósito espiritual, as crises sempre revelam o nosso caráter e mostram de que lado nós estamos na grande batalha. Daniel possivelmente tivesse uma boa aparência, tinha lindos dotes de sabedoria e era versado em ciências. Em síntese Daniel era um adolescente acima da média, era de extrema competência intelectual e espiritual. Daniel era o tipo de jovem que toda moça sonhava em namorrar com ele. Daniel era o genro perfeito. Daniel nasceu para o sucesso. Entretanto, o sucesso vem sempre acompanhado de um alto preço.

Você está disposto a pagar o preço da vitória? Até no nome, Daniel refletia os ideais de Deus. O nome Daniel significa: “Deus é meu Juiz”. Com certeza que Daniel recebeu dos seus pais uma esmerada educação, pois ele “era um príncipe de Judá”.
Será que Daniel serve de modelo para a nossa juventude na atualidade?
Hoje a tendencia é seguir modelos em todos os níveis. Da moda, do trabalho, da música, do esporte, etc... Eu estou seguro de que você precisa de modelos de vida!

Nós somos o reflexo daquilo que contemplamos diariamente. Convido você a contemplar Daniel. Ele tinha as mesmas tentações e os mesmos desafios que os jovens têm hoje em dia. Daniel viveu na própria pele as amarguras do cativeiro babilônico, ele poderia ter perdido todas as suas referências morais e espirituais, mas manteve-se firme. Assim como você é tentado pelos reclames do brilho do mundo, que são os convites para o pecado, Daniel tinha as mesmas tentações em Babilônia.

Daniel não era mais que um jovem ao ser levado cativo para a Babilônia. Tinha cerca de quinze ou dezesseis anos de idade, pois é chamado menino, o que significa que estava em sua juventude.

Deus continua chamando jovens como Daniel: destemidos e leais para a missão de serem missionários. Os jovens de hoje podem ser missionários no meio dos seus amigos descrentes.  Daniel foi um dos jovens mais influentes do Antigo Testamento. Foi a pessoa mais poderosa dos impérios Babilônico e Medo-Persa.
Onde estava o segredo de Daniel? Onde estava a sua fonte de poder? Como ele pôde superar tantas crises de proporções enormes? Inclusive com o risco de vida em vários momentos. Ver Dan 6:10  Daniel orava três vezes ao dia. Era seu costume orar três vezes por dia. E aqui não estamos falando das orações que antecediam as refeições. Daniel desenvolveu uma profunda intimidade espiritual com Deus.

Você precisa de uma vida de comunhão com Deus. Você deve investir tempo no seu relacionamento espiritual com Deus. Quanto tempo você tem reservado para escutar a voz de Deus cada manhã? Deus quer começar cada dia com você!
Como Daniel pôde ter tanto sucesso em dois impérios? Qual era o seu segredo? Onde estava a sua fonte de poder? Como ele pôde resistir a tantas ciladas e armadilhas? Como ele não se corrompeu no meio político?

Tende um tempo fixo, um período especial para oração pelo menos três vezes ao dia. De manhã, ao meio-dia e de noite, Daniel orava a seu Deus, não obstante o decreto do rei e a temível cova dos leões. Ele não ficou com vergonha ou medo de orar, mas orava três vezes por dia, com as janelas abertas.
Deus sempre honra aqueles que O buscam e se entregam à Ele. Deus não despreza um coração devoto à Ele. A oração nos torna amigos de Jesus, e amigos gostam de atender os pedidos de amigos.

Seguem três atitudes para que você tenha uma vida vitoriosa como resultado da sua vida de oração:
a) Tenha um horário e um lugar para a oração. Ver Mar 1:35. Veja o hábito de Jesus: “Tendo-se levantado alta madrugada saiu, foi para um lugar deserto ali orava.” Jesus tinha um horário e um lugar.  Jesus estava sempre desperto na última vigília da noite, que era entre três e seis horas da manhã. Jesus tinha a sua hora tranqüila com o Pai. Se você ainda não tem o seu horário e o seu lugar, comece a partir de hoje, tenha a sua nova arrancada espiritual com Jesus. Jesus e Daniel tinham hábitos espirituais iguais. Que tal, Jesus, Daniel e você terem os mesmos hábitos espirituais? A oração é a nossa principal fonte de poder. Beba nessa fonte todas as manhãs

Não se esqueça; você precisa ter horário e lugar para segurar na mão de Jesus! Vamos ao segundo passo para que você possa estabelecer o seu ministério de oração.
b)  Seja específico no seu pedido de oração.. Ouça o que disse Jesus sobre a Sua oração para Pedro: “Eu, porém, roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; tu pois, quando te converteres, fortalece os teus irmãos.” Luc 22:32. A sua oração precisa ter um foco bem definido. Se for o caso, mencione o nome da pessoa, a rua e a casa onde ela mora, ou o tipo de doença que você gostaria de ver o milagre acontecendo. Isso em caso de oração intercessória. Se for outros pedidos, siga o mesmo princípio. É necessário que haja especificidade na sua oração. Jesus foi específico quando disse: ‘Roguei por ti’. Esse “ti” é o nome de Pedro e os seus desafios. Esse “ti” significa que Jesus orou pela solidez da fé de Pedro. O Diabo está solto por aí para destruir a nossa fé. E a oração é o antídoto para construir a nossa fé. Não tenha medo de mostrar a sua lealdade para com Deus; não esconda a sua fé diante dos seus colegas e amigos. Lembre-se sempre: Deus honra a quem O honra.
Daniel não procurou esconder sua lealdade à Deus. Ele não orou em seu coração, mas em voz alta, com a janela aberta na direção de Jerusalém, fazia suas petições ao Céu…
Seja bem específico no seu pedido de oração. Não fique por aí fazendo voltas, vá ao ponto de sua necessidade. Desafie a Deus.

Terceiro e último passo para que você possa estabelecer o seu ministério de oração:
c) Seja insistente e persistente na sua oração. Guarde no seu coração esse texto: “Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á.” Luc 11:9. Perceba que os três verbos: “Pedi, Buscai e Batei” estão no modo verbal imperativo. E se estão no imperativo; portanto, são ordens e mandamentos de Deus para você.
Daniel era jovem assim como você, quando viveu as duras provações de um cativeiro. Você e eu também somos cativos de um inimigo. O diabo está solto e sabe que pouco tempo lhe resta. Mas ele já está derrotado. Daniel escolheu ser fiel a Deus, custasse o que custasse. Deus honrou a Daniel. Deus esteve com Daniel. Deus e Daniel formavam uma dupla poderosa e vitoriosa.
Se você tem um blog, twitter, Facebook, orkut ou uma comunidade de relacionamentos; adicione o “tempero” da oração intercessória e do testemmunho. Eu tenho usado algumas redes sociais para pregar a Palavra, e e isso tem sido muito bom para mim e para as pessoas do meu círculo de influência. Monte o seu próprio ministério de oração intercessória, adicionando os passos de Deus.

Tenha o seu horário e o seu lugar.  Seja específico no seu pedido e seja insistente e persistente na sua oração. Para o grande evangelista Billy Graham “a oração é o uso mais elevado que se pode fazer da palavra.” 
Daniel triunfou quando reinos, reis e magos fracassaram. Daniel sofreu as mais duras provas. Todavia, foi aprovado pelo céu e pela terra. Sua rota de sucesso foi de escravo hebreu à primeiro ministro. Seja um jovem fiel a Deus, custe o que custar. Honre a Deus acima de tudo e de todos. Tenha comunhão diária com Jesus. Seja fiel a Deus independentemente dos resultados. 
É como disse John Knox sobre a oração, “tenha uma conversa  ardente e familiar com Deus” cada dia!
Que a oração seja a sua fonte de poder cada dia. Comece cada dia de mãos dadas com Jesus.


Luís Carlos Fonseca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário