Blogger Dicesar K.

Faça a diferença: atenda ao chamado de Deus


Você foi chamado para servir
O "dom" que cada cristão recebeu do Senhor tem como finalidade realizar determinada função no Corpo de Cristo(1 Co. 12:4-11; Rm. 12:6-8). Cada membro do Corpo de Cristo precisa ter em mente que os Dons são distribuídos por Deus para serem devidamente administrados por nós, como bons despenseiros das manifestações variadas da graça de Deus. Eles não podem ser utilizados em benefício próprio, mas apenas para a glória de Deus e benefício dos outros.

Muitos de nós já ouvimos falar de regra 20/80. Esta regra diz que: 20% das pessoas fazem 80% do trabalho da igreja. Certamente, esta é a realidade em muitas igrejas hoje, outras nem chegam a isso. Agora, pense um pouco: se, com 20% ou menos de pessoas mobilizadas para o serviço, sua igreja chegou aonde chegou, como seria com 40% ou 70%? Seria o dobro da participação, da energia e dos resultados.

Não espere o convite: disponha-se a serviço do Reino
A palavra "servir", no contexto cristão, é usada mais comumente com uma conotação de realizar uma tarefa em benefício de outros. A vida cristã é definida precisamente como um serviço generoso e desinteressado. O próprio Jesus se apresentou como o Servo de Jeová (Is. 42:52; 53:1-12; Mt. 12:15-21).

Ninguém vive como uma ilha. Na vida, todos devem ser servidores e servidos, desempenhando tarefas em relação ao próximo visando o bem comum. Quando você serve na igreja local, passa a fazer parte de uma engrenagem, de um plano maravilhoso cuja dimensão você nem consegue imaginar.

O ato de servir inclui servir a mesa, como em Lucas 17:8, mas também envolve inúmeros aspectos práticos ou formas de ajuda a outras pessoas. Em 1 Coríntios 12:6, a Bíblia diz que "há diversidade de ministérios", ou "serviços", ou seja, todos nós temos à disposição várias áreas onde servir; e podemos também servir de várias formas.

O nosso chamado é uma ação da vontade livre e pessoal de Deus; a manifestação de um ato da vontade benevolente, levando em conta que somos seres pensantes, capazes de raciocinar, sentir, tomar decisões e expressar nossa vontade. Deus jamais anula nosso livre-arbítrio. A nossa resposta a este chamado é a dedicação ao serviço do Reino de Deus.

Nas igrejas, das pessoas que servem, sem demérito à remuneração, pouquíssimas são remuneradas(pagas para trabalhar). A maioria são pessoas voluntárias doando seu tempo e energia para o Reino de Deus. Foi assim no tempo de Jesus, nos dias da igreja primitiva, no ministério do apóstolo Paulo, bem como através de toda história do cristianismo.

Não podemos cair no erro de pensar que aqueles que são pagos para trabalhar na igreja devem fazer todo o seu trabalho. Lamentavelmente, esta visão distorcida ainda está acontecendo nos dias de hoje em muitos lugares. Em algumas igrejas, há um grupo reduzidíssimo, ou às vezes só o pastor fazendo todas as pregações, todas as visitas aos enfermos, todo serviço social, todas as reuniões de grupos, etc. Porém, alguns cuidados devem ser tomados para o voluntariado.

Critério: a pessoa certa, no lugar certo, por motivos certos. Ninguém deve estar ensinando se o seu dom não é ensino. Ninguém deve estar administrando se o seu dom não é administração. Quem não tem dons e habilidades par servir em determinada área, facilmente se desencoraja e desiste. O pior é quando a pessoa insiste, afetando os outros e desiste também da igreja.

Nenhum voluntário deve ficar sobrecarregado de atividades em demasia, não focadas em seu chamado, ocupando três ou mais funções; três ou quatro áreas diferentes. "Não obstante o tipo de serviço, quem o realiza deve reconhecer com humildade que o poder vem de Deus. Quem tiver essa consciência dará a glória a quem ela é devida, ou seja, a Deus."

Uma pessoa posicionada em determinada área de serviço na igreja é o suficiente. Não importa se ela está servindo durante uma ou duas horas semanais. O que prega, por exemplo, além da responsabilidade de expor um texto bíblico, precisa ter certeza de que está apresentando a mensagem específica de Deus para aqueles ouvintes, naquele momento.


Disponível em: http://www.50ieq.com.br/mensagens/estudos-biblicos/36-dizimos, acesso em 19 jan. 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário