Blogger Dicesar K.

O QUE É TEOLOGIA PENTECOSTAL





Por Pr. Esequias Soares

A teologia pentecostal se fundamenta nas Escrituras Sagradas; é histórica e mantém o pensamento teológico dos reformadores quanto às doutrinas cardeais da fé cristã. Ela, segundo Stanley M. Horton, impediu o avanço das idéias liberais,3 além de enfatizar a doutrina do Espírito Santo, que nunca havia recebido um tratamento justo nos tratados de teologia: “os antigos compêndios de teologia sistemática, em sua maioria, não possuem nenhum capítulo sobre pneumatologia”.

Eruditos, durante e após o avivamento da Rua Azusa, em Los Angeles (EUA), no início do século XX, empreenderam vários estudos sobre o Espírito Santo, o batismo no Espírito, a glossolalia 5 e os dons do Consolador. Eles obtiveram avanços significativos e demonstraram que a erudição não anula o fervor espiritual da fé cristã. A teologia pentecostal dá ênfase às experiências pessoais do cristão, porém àquelas fundamentadas na Palavra de Deus.

Uma das características da dispensação da graça é o fato de Deus se comunicar com cada crente de modo individual, independentemente de sexo ou faixa etária — por meio de sonhos, visões, profecias e até pequenas coisas naturais do dia-a-dia (cf. At 2.17,18). Tais privilégios, nos tempos do Antigo Testamento, restringiam-se aos profetas ou a alguém escolhido para uma obra específica (Nm 12.6).

Os pentecostais resgataram a comunhão com o Cristo vivo, ressuscitado, como nos tempos do Novo Testamento. A batalha contra os liberais, os avanços nos estudos sobre o Espírito Santo e os seus dons, com as suas manifestações nos cultos e na vida pessoal de cada crente, são as principais contribuições do pentecostalismo na construção do pensamento teológico do século XX.

Teologia Sistemática Pentecostal, p.52: CPAD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário